inscrição online

Curso de Fotografia
e
Projecto Artístico em Fotografia

Docente: Fotógrafo Carlos Carvalho

 

Este curso aborda a fotografia enquanto forma de expressão e prática artística e desenvolve-se em dois níveis claramente diferenciados no que respeita a objetivos e conteúdos.

Foi pensado e estruturado para se integrar no ensino artístico ministrado na SNBA, é da autoria e responsabilidade de Carlos Carvalho que assegura os programas e as aulas, bem como o trabalho adjacente, nomeadamente a gestão e acompanhamento dos trabalhos dos alunos quer presencialmente quer em Web 2.0.

Cada uma das propostas foi pensada para ter a duração de 8 meses, em aulas de 2 horas, uma vez por semana.

Se o nível de iniciação designado como Compreender o Dispositivo | Educar o Olhar | Interpretar a Subjetividade será de acesso livre, o nível seguinte - de desenvolvimento - designado como Trabalhar Ideias | Construir Imagens | Projetar Conceitos terá algum condicionalismo no acesso dado não serem aí tratadas as questões mais elementares, já resolvidas anteriormente.

O Projeto Artístico em Fotografia terá como destinatários os alunos que tenham concluído os dois níveis do Curso de Fotografia. Contudo serão admitidos artistas e outros interessados com competências* para o efeito.

Não são definidos pré-requisitos para a frequência do curso, o qual se realizará com um número mínimo de 15 alunos até um máximo de 20. Caso o número máximo seja ultrapassado e a SNBA entender que tal se justifica poder-se-á criar um outro horário.

Em “complemento” mas com total autonomia, poderão vir a ser propostas outras formações de curta e média duração que poderão ou não ser articuladas com o percurso nuclear.

 

*Candidatura com motivação, entrevista e portfólio



 

1º  Ano

Docente: Professor Carlos Carvalho

COMPREENDER o DISPOSITIVO :: EDUCAR o OLHAR :: INTERPRETAR a SUBJECTIVIDADE
a essência e o essencial na iniciação à prática fotográfica
testemunho e ficção em fotografia

 

No futuro, não serão considerados analfabetos apenas aqueles que não souberem ler,
mas também quem não entender o funcionamento de uma câmara fotográfica.

Lászlo Moholy-Nagy

 

Conhecer a câmara fotográfica para tirar dela o máximo partido, sendo importante, não pode constituir um objetivo em si.

O domínio dos dispositivos de controlo e informação da câmara são no entanto fundamentais para se conseguir trabalhar no lado mais criativo e desafiante da fotografia.

Um conjunto de exercícios direcionados para a experienciação dos recursos disponibilizados pelo equipamento permitirá uma relação de proximidade com este e consequentemente uma atitude diferenciada relativamente à captura de imagens fotográficas.

Contudo, a fotografia não se esgota nessa sua vocação primordial: o registo de situações, a conversão destas em imagens fotográficas que testemunham acontecimentos.

A fotografia é também uma forma de expressão artística e de afirmação criativa pessoal e é como tal que será aqui abordada.

O estudo dos géneros fotográficos assim como de autores de referência, clássicos e modernos fundamentais na definição e evolução da linguagem deste médium marcarão presença neste curso.

Propostas de trabalho alusivas às matérias em estudo serão uma prática constante.

Objetivos:

Compreender o funcionamento da câmara fotográfica

Adquirir competências no domínio da técnica

Desenvolver capacidades que permitam colocar a câmara ao serviço da criatividade

Conhecer e entender obra, percurso e processos de autores clássicos e modernos

Percecionar e distinguir a diferença entre “tirar fotografias” e “fazer fotografias”

Compreender e trabalhar a subjetividade na realização de fotografias.


 

Conteúdos:

Luz: a matéria-prima da fotografia | Os dispositivos de controlo da câmara fotográfica |Os dispositivos informativos da câmara fotográfica | Velocidade, abertura e profundidade de campo: Como e quando utilizar? Que resultados se obtêm? | Leituras de Luz | Automatismos e Programações | Iluminação natural e artificial | Fotografia a Preto & Branco vs Cor | Introdução ao enquadramento, ponto-de-vista e composição em fotografia | Enquadramento e reenquadramento, ponto-de-vista e composição - regra e transgressão | A fotografia e o registo | Matéria Fotografável | Documento / Arte | Os géneros clássicos: retrato*, paisagem, natureza-morta

*O retrato consentido não é uma fotografia furtiva: uma questão ética; o direito à imagem

Obs.: Fora do horário normal das aulas está previsto o acompanhamento e comunicação em Web 2.0.

O programa está estruturado para decorrer durante 8 meses com uma sessão semanal de        2 horas.


 

2.º ANO - Docente: Fotógrafo Carlos Carvalho

(4.ª feira das 18h30 às 20h30)

 
TRABALHAR IDEIAS: CONSTRUIR IMAGENS: PROJECTAR CONCEITOS
trabalho autoral em fotografia
 
 
                 A fotografia insinua que conhecemos o mundo se o aceitarmos tal como a câmara o regista.
Susan Sontag
 
 
O estudo da fotografia e o aprofundamento da experiência fotográfica enquanto forma de expressão artística, são os fundamentos deste curso, onde a aposta no trabalho autoral, no desenvolvimento de uma linguagem pessoal, ensaiando novas e diferenciadas abordagens à matéria e ao acto fotográfico numa perspetiva contemporânea, serão uma constante.
Nesse sentido, a fotografia será também objeto de trabalho enquanto possibilidade de narrativa ficcional.
O estudo do contributo de autores fundamentais da contemporaneidade serão também uma parte importante desta formação, de onde não estará arredada a controvérsia e a descodificação dos novos paradigmas que se vêm desenhando no campo da fotografia de autor, pondo à prova o sentido crítico dos alunos na análise de imagens fotográficas próprias e alheias
Este curso terá como componente prática propostas de trabalho que encontrem correspondência nos seus conteúdos programáticos.
 
Objetivos:
Compreender o que é o trabalho autoral e a sua lógica.
Desenvolver o sentido crítico na análise de imagens fotográficas próprias e alheias.
Percecionar e experienciar diversos recursos e integrá-los na prática fotográfica.
Compreender a relação entre imagens diferenciadas numa lógica serial e/ou discursiva.
Experienciar diferentes abordagens ao acto fotográfico na procura de uma linguagem pessoal.
Aprofundar a expressividade própria numa prática de grupo.
 
Conteúdos:
A matéria fotográfica | A Fotografia… documento e arte | Realidade e ficção | O autor e o observador | Retrato, auto-retrato e auto-representação | Contingências, critérios, percepções, sensibilidades | Estímulos e influências | Os géneros fotográficos na lógica contemporânea | Fotografia de Rua … O direito à imagem | Escala: dimensão vs abstracção | Elementos constituintes da imagem | Estudo de obras de autor: fotógrafos e artistas.
 
Obs.: Fora do horário normal das aulas está previsto o acompanhamento e comunicação em Web 2.0.
 
O programa está estruturado para decorrer durante 8 meses com uma sessão semanal de 2 horas.
 
 
Nota: Este curso tem um 3.º Ano para 2017/2018 intitulado:
PROJECTO ARTÍSTICO EM FOTOGRAFIA
que será também aberto a alunos com motivação e já capacitados.