Workshop

Jornalismo Cultural

31 Mai 2021
28 Jun 2021
2ª feiras, 18h00 às 20h00
Corpo Docente
Jornalista José Marmeleira

Sobre o Workshop

1.- Objectivos da Unidade Curricular:

Esta unidade curricular tem como objectivo proporcionar aos alunos um conhecimento e uma compreensão do jornalismo cultural no quadro das transformações que a atividade tem vindo a conhecer nas últimas três décadas. Pretende, igualmente, fornecer-lhes princípios e instrumentos que lhes permitam exercê-la. Articulará duas dimensões: uma teórica, com uma componente crítica, reflexiva e histórica; a outra prática, com exercícios e debates com convidados que exercem a actividade ou pensam-na no âmbito das suas investigações. Neste sentido, definem-se assim os objectivos de “Fundamentos do Jornalismo”:

 

  • Estimular a reflexão sobre o jornalismo enquanto actividade comunicacional e produtora de cultura e informação.
  • Estimular a reflexão sobre a crítica cultural e a crítica de arte e a condição hodierna de ambas na imprensa.
  • Introduzir os alunos à história do jornalismo cultural e ao exercício da critica de arte.
  • Fornecer instrumentos teóricos que possibilitem o exercício independente, isento e responsável da actividade, no contexto das mutações que esta tem vindo a sofrer.
  • Dotar os alunos de saberes e conhecimentos que lhes permitam enfrentar as transformações que o jornalismo cultual e a crítica de arte conhecem no presente.
  • Identificar e debater as tendências actuais do jornalismo cultural e da crítica de arte à luz de vários contributos teóricos e da realidade quotidiana da profissão.

 

2.- Objectivos de aprendizagem: 

 

  • Contextualizar os modelos, as práticas e as tendências actuais do jornalismo cultural no âmbito da história da imprensa. 
  • Compreender o exercício do jornalismo cultural como uma actividade mediadora e um campo social onde se jogam interesses, influências e pressões.
  • Conhecer os vários tipos de jornalismo e crítica cultural em termos de media, agenda e públicos. 
  • Sensibilizar os alunos para a necessidade e a importância da autocrítica no contexto do exercício do jornalismo e da crítica cultural.
  • Conhecer os desafios que tecnologia e a digitalização da cultura colocam ao jornalismo cultural: a internet e as redes sociais.
  • Utilizar os diferentes géneros jornalísticos no exercício do jornalismo cultural.

 

3.- Conteúdos Programáticos: 

 

  • A passagem do jornalismo literário e de opinião ao jornalismo moderno com o primado da informação e da notícia. 
  • Cultura, arte e jornalismo
  • Uma breve história do jornalismo cultural: do pós-guerra aos anos 2000.
  • O jornalismo cultural enquanto género e área específica na imprensa.
  • As funções do jornalismo cultural
  • Géneros jornalísticos: o perfil, a reportagem, a crónica e a crítica
  • O jornalismo cultural e a crítica de arte: autores e abordagens
  • Casos de estudos: análise de publicações nacionais e estrangeiras 
  • As condições hodiernas do jornalismo cultural e da crítica de arte: a mutação operada pelo digital e as redes sociais

 

4.- Metodologias de ensino: 

 

Identificação dos métodos de ensino/aprendizagem:

 

Exposição e debate de temas, conceitos e exemplos práticos. 

Utilização da bibliografia, de jornais, revistas e textos. 

Produção de entrevistas, reportagens, perfis e ensaios

Realização de palestras on-line por convidados (artistas, críticos, jornalistas, designers), a fim de motivar debate e discussão entre os convidados, o professor e os alunos.

Redação de dois trabalhos escritos, cada correspondendo a 50% da nota final.

 

5.- Bibliografia principal:

 

BAUDELAIRE, A invenção da Modernidade (Sobre Arte, Literatura e Música), Lisboa, Relógio D’Água.

BERGER, John (2018), Modos de ver, Lisboa Antígona

FRANK, Thomas (1997), The Conquest of Cool: Business Culture, Counterculture, and the Rise of Hip Consumerism. University of Chicago Press.

GARCIA, José Luís (2009), Estudos sobre os jornalistas portugueses: Metamorfoses e encruzilhadas no limiar do século XXI, Lisboa, Instituto de Ciências Sociais.

MESQUITA, Mário (2006), O Quarto Equívoco O poder dos media na sociedade contemporânea, Coimbra. Minerva Editores.

SONTAG, Susana (2004), Contra a Interpretação, Lisboa, Gótica

WARSHOW, Robert (2002), The Immediate Experience: Movies, Comics, Theatre, and Other Aspects of Popular Culture, Harvard University Press.

k-punk: The Collected and Unpublished Writings of Mark Fisher (2004–2016) (edited by Darren Ambrose, foreword by Simon Reynolds). London: Repeater Books, 2018.

 

6.- Bibliografia Complementar:

 

BARNET, Sylvan, (2005), A short Guide to writing about art, New York, Pearson

DEBORD, Guy, (1991), A Sociedade do Espectáculo, Lisboa, mobilis in mobile.

GREIF, Mark (2016), London, Vintage Books, 

LODGE, David, (editor), (1972), 20th Century Literary Criticism, London, Longman

SAYRE, Henry M., (2002), Writing about Art, Prentice Hall, New Jersey.

TICHENER, Campbell B., (2005), Reviewing the Arts, LEA, London

WOLFE, Tom, (1973), The New Journalism, Harper and Row, New York.

 

Mais Workshops

Faça a sua pré-inscrição.